Portuguese English French Spanish

Na acção deste sábado, que coincide com o Dia Mundial da Árvore, todos os que se inscreveram nesta iniciativa irão proceder à plantação de espécies como o Carvalho-alvarinho (Quercus robur), o Carvalho-negral (Quercus pyrenaica), o Bidoeiro (Betula celtiberica), o Freixo (Fraxinus angustifolia), o Azevinho (Ilex aquifolium), o Azereiro (Prunus lusitanica ssp. lusitanica) e o Loureiro (Laurus nobilis). Com este projecto pretende-se a criação e o reforço de bosques autóctones, uma vez que estes oferecem uma maior resistência à propagação dos incêndios e são melhores para regularizar o clima, promover a biodiversidade e proteger a nossa paisagem, a água e os solos.
Este projecto consistiu na disponibilização, nos balcões dos CTT, de uma árvore de cartão reciclado que, uma vez comprada, financiava a compra de uma árvore real. A árvore em cartão fornecida no momento da compra continha um código que, após inserido na página http://umaarvorepelafloresta.quercus.pt/, permite identificar a árvore doada por cada pessoa e seguir a sua evolução durante 5 anos.
Os doadores começaram a ser avisados nas últimas semanas e já se voluntariaram para a plantação. Todas as 3647 árvores serão plantadas este sábado, fruto da generosidade dos portugueses, da disponibilização da rede dos CTT a custo zero e da acção das três dezenas de voluntários associados aos CTT e à Quercus.
Através da parceria com a Quercus, os CTT adicionam mais um eixo à sua política de apoio à biodiversidade e ao combate às alterações climáticas e que integra, por exemplo, a oferta de um portefólio Eco (correio verde e DM Eco), a aposta na eficiência energética e a expansão da frota sustentável, actualmente a maior do País.